segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Tive um sonho!...



Tive um sonho!...
O mar era um espelho,
Da beleza e da perfeição.
As nuvens eram fofas,
Como fofo o algodão.
O sol limpo e brilhante,
Como o brilho de um olhar,
Como a intensidade do rubi,
Como brilho do verbo amar!
Os cheiros, ai os cheiros!…
Do mais intenso perfume,
Muito mais que imaginar…

O fim estava bem longe,
O cansaço não existia,
A saudade não tinha dor,
A lágrima era de alegria!
A tristeza tinha um sorriso,
O sorriso fez-se gargalhada,
As feridas em pétalas de rosa,
E as lágrimas viraram estrelas!
O chão era de plumas leves,
Sem pedras para tropeçar,
Nem traves para encalhar!
Apenas, no sonho existia,
A maior estrela para se tocar…

Tudo era ternura!...
Tudo era aventura!...


19/01/09


beanabela

3 comentários:

manzas disse...

No castelo
Das expressões,
Estas palavras
Sobrevoam
O mundo inteiro…
Acorrenta e entoam
Paz aos corações
E aqui
Ao lê-las…
Ficarei prisioneiro

Uma semana carregada
De saúde,
Paz…
E muito amor.

O eterno abraço…

-MANZAS-

© efeneto disse...

Que chuvas escorreram
nos telhados
o sonho de um dia
de malmequeres por abrir?

Foram as águas inquietas,
copiosas e implacáveis
que rodeiam árvores
e pedras
e só param no mar
apaixonadas pelo azul.
Que de azul e malmequeres
seja o seu fim-de-semana
na companhia de quem mais ama

© efeneto disse...

No sofá amarelo
prenhe de promessas
aguardo o teu corpo
que vestes para me encantar.

Assiste-nos a luz difusa
do projector da sala
e os sinos dos templos
anunciam aleluias.

Sôfregos que somos
de tudo nos desfazemos.

Nada está entre nós
só o fogo que em nós arde
até ao silêncio do infinito.

Seja no sofá ou na praia
venho deste modo desejar um fim de semana
cheio de paz e amizade na companhia de quem mais ama.